Pesquisar este blog

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Ser Pastor É... Viver Para Deus!

O pastor é único na vida de uma igreja. Ele é o sub-pastor que carrega o fardo da liderança. Alguns pastores se sentem compelidos a agradar as pessoas, mas um pastor sincero é sempre sob a pressão de agradar ao Senhor.
Poucos membros da igreja entendem o intenso desejo do seu pastor em agradar a Deus! Mas pense o quanto os fardos pesam sobre um pastor de Deus! Quantas são as responsabilidades! O pastor tem a responsabilidade de cuidar de si mesmo, sua família e sua igreja!
Robert Murray M'Cheyne era um pastor e pregador escocês no início do século XIX. Ele deu a sua vida ao serviço de Cristo, mas com a idade de vinte e nove anos que ele faleceu em uma epidemia de tifo. Em seu leito de morte, ele disse: "Deus me deu um cavalo e uma mensagem. Eu matei o cavalo e eu já não posso entregar a mensagem. "M'Cheyne sentiu uma tristeza, não pela perda de sua própria vida, mas a perda da oportunidade de pregar o Evangelho. Ele levou um coração de serviço e profundo desejo de ensinar a Palavra de Deus para os outros. Este é o coração de um pastor.
Hoje, os riscos envolvidos com o chamado do pastoral estão aumentando. Estudos têm demonstrado que a maioria dos pastores enfrentam altos níveis de estresse, o trabalho de mais de sessenta horas por semana, e as lutas contra a depressão, desgastes, fadigas... Mas sempre houve riscos vinculados à pregação e o estudo sobre a vida do apóstolo Paulo nos mostra isso.
Mas cada pastor sincero, verdadeiro, estaria disposto a dar a sua vida se isso for significante para cumprir o seu chamado em Deus. Apesar dos riscos, as estatísticas e as expectativas, os pastores desejam agradar a Deus! 
Mas vejamos quais são alguns dos encargos de um pastor enfrenta; o que se passa através do coração e mente de um pastor verdadeiramente chamado por Deus:  
Um amor profundo por A PALAVRA DE DEUS
Um pastor pensa de forma diferente quando lê a Bíblia. O membro médio de uma igreja vai ler a Bíblia devocional. Alguns vão aprofundar a sua leitura com o estudo intenso. Mas o pastor centra sua vida em todo o ministério na Palavra. Se um pastor não gosta de mergulhar nas Escrituras, ele precisa ter seu coração marcado. Uma de suas tarefas é a pregação da Palavra de Deus e a preparação dos sermões.
É por isso que os primeiros diáconos foram chamados em Atos 6. Os apóstolos viram as necessidades das viúvas, mas sabia que não era adequada para se afastar do ministério da oração e da Palavra de conhecer-se a essas necessidades. Eles descobriram que os servos-diáconos-piedosos poderia atender algumas necessidades importantes, enquanto os apóstolos continuaram a sua estudo.
Um pastor estuda a Bíblia como um website. Em cada página são links para outras páginas relacionadas. Curiosidade natural leva o leitor a uma rede de informações sobre qualquer tópico de escolha. Um pastor vai olhar para as Escrituras da mesma forma!  Os versos estão ligados entre si com outros versos! Com uma paixão para a verdade, um pastor seguirá uma cadeia de referências para entender o "conselho de Deus." Pregação é a comunicação, e a Palavra de Deus é a mensagem principal. O cristão comum pode não entender completamente a Bíblia, por isso o trabalho do pastor é explicá-lo.
ORAÇÃO PARA PODER
Um pastor prepara seus sermões por meio de estudo intenso, mas ele sabe que o poder na apresentação vem do Espírito Santo. Se um pastor não consegue orar fervorosamente, ele se afasta de sua maior fonte de poder no ministério!
Deus dá a sua visão para a igreja através do pastor ao longo do tempo em que ele está em oração. É imperativo que um pastor tenha um  tempo estendido para a oração fervorosa.
PREPARAÇÃO CONSTANTE
Junto com a oração contínua e estudo da Bíblia, um pastor está sempre à procura de exemplos de vida nos princípios bíblicos. Ele pode encontrar um “pensamento semente” em uma simples conversa! Mesmo quando ele encontra um estranho em um avião, umas centelhas de verdades podem surgir a partir dessa conversa. Se o pastor está andando com Deus, o Espírito Santo vai lhe dizer: "Use-o para ensinar as pessoas sobre mim."
Jesus estava sempre usando circunstâncias cotidianas para ensinar a verdade. Um dia Jesus colocou uma criança no colo, apenas como alguém que amava as crianças. Mas os discípulos tentaram espantar as crianças mandando-as embora. Eles viram os pequenos como um aborrecimento. Jesus usou esta oportunidade para ensinar aos discípulos sobre a confiança de uma criança. O pastor busca a verdade em pequenos eventos! Tudo é uma ilustração da Palavra de Deus! Ele nunca sabe quando um novo sermão pode vir junto!
Treinar outros
A preparação constante para a pregação é em sua parte central no encargo do pastor para treinar outros. Ele tem um desejo de transferir o conhecimento da Palavra de Deus para a próxima geração. Isso é feito em muitos níveis. Alguns pastores treinam através da escola dominical, alguns treinam equipes de liderança de seu ministério no próprio escritório ou na pregação de cada culto. 
O pastor é responsável pela formação de outros, através de seu ensinamento e exemplo. As pessoas aprendem tanto a partir de um modelo e o mais próximo deles, sem dúvida é o pastor. Grandes ensinos podem levar um contagiante e fervoroso aluno realizar grandes obras em sua vida.
O PESO DAS FINANÇAS
É importante para a igreja para cuidar de seu pastor e sua família, porque ele carrega o fardo financeiro da igreja. Todos os olhos estão voltados para o pastor para liderar financeiramente a obra. Ele sabe que, se as finanças vão mal, ele vai ser aquele que será responsabilizado. A igreja pode contratar contadores e gerentes de negócios para controlar as finanças, mas ninguém sente a pressão, como o pastor. 
Uma das melhores maneiras de uma igreja pode ajudar seu pastor é a de atender às necessidades de sua família. Alguns pastores lutam com suas finanças pessoais e podem tirar proveito da generosidade da igreja, mas a maioria está disposto a dar tudo o que têm para a vida e ministério de finanças. Nas igrejas mais independentes, o pastor é um dos principais doadores. 
Tempo Para ele...
Um pastor quer produzir para o Senhor, desde que ele pode. Ele tem o ônus de ficar fatigado fisicamente, mentalmente e espiritualmente. Houve homens que pregavam com problemas de saúde tremendos, mas um pastor deve manter-se saudável para sua família e igreja.
Tempo com Deus é vital para a saúde espiritual de um pastor. Um pastor nunca quer caminhar para um púlpito sentindo que ele não está certo com o Deus. Ele pode não ter cometido algum pecado perverso, mas ele não quer nada entre ele e Deus. A responsabilidade de pregar é muito grande! Quando ele pisa atrás do púlpito, a congregação pensa: "Traga Jesus para nós! Retire o pão quente que saiu direito do forno!"

Pastores são apenas pessoas, são todos os homens e mulheres de carne e osso, mas eles querem muito a ser preenchidos com o poder de Deus! Muito poucos pastores sentem que estão à altura da tarefa, mas eles têm um desejo sincero de servir fielmente a Deus.
Forte Abraço!  Pr. Seiji Kikuti