Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de maio de 2009

Ser Pastor é...Ajudar o Pastor!



Nesta postagem eu escrevo para você que ainda não é um pastor; para você que é parte do Corpo de Cristo. Eu não acho que muitos de nós membros da Igreja de Cristo, sabemos realmente o preço que se paga para ser o pastor de um rebanho. Fora a pregação, as orações, aconselhamentos, estudos, discipulados, adiministrações eclesiásticas, problemas financeiros da congregação; eles têm de cuidar e lidar com os problemas do rebanho, com coisas que vão desde simples questionamentos bíblicos até os grandes desintendimentos e brigas entre irmãos ou casais. Eles também têm de se certificar todo tempo que a razão e a função da igreja devem ser o ponto focal dentro do plano de Deus para mostrar às nações a sua glória, refletindo o caráter de Deus.

A má notícia é esta: pastores são hoje convivendo com mais stress, mais problemas e desafios; mais do que nunca! Estatísticas hoje são assustadoras! Mais e mais pastores estão deixando o ministério. Por quê? Porque eles são humanos, e não tudo o que todos esperam que elas sejam! Nós da igreja, estamos esperando que eles sejam muitas coisas para as quais eles não foram chamados a ser! Em vez de permitir que Deus venha definir seu ministério, nós criamos nossa própria definição. Esta definição faz de nosso líder espiritual e protetor em um serviçal e babá. Dê uma olhada estas estatísticas alarmantes:

  • 15 a cada 100 pastores deixam o ministério cada mês devido a falha moral, espiritual ou esgotamento por desavenças em sua igreja.
  • 4 mil novas igrejas começam cada ano, mas mais de 7 mil igrejas fecham todos os anos.
  • 50% dos pastores tiveram seus casamentos terminados em divórcio.
  • 80% dos pastores e 84% dos seus cônjuges sentem desencorajados e incondicional, no seu papel de pastores.
  • 50% dos pastores são tão desencorajados que iriam deixar o ministério se pudessem, mas não têm outra opção na vida.
  • 85% de seus pastores disse que o maior problema é que eles estão doentes e cansados de lidar com o problema com pessoal, tais como discusões e desavenças entre os anciãos, diáconos, líderes culto, adoração equipes, conselheiros, associados e outros pastores. 90% disse que a área mais difícil do ministério é lidar com as pessoas ligadas ao ministério.
  • 70% dos pastores se sentem mal com as grosserias, falta de respeito e insubmissão.
  • 80% dos pastores sentem que "Sua esposa está sobrecarregada."
  • 80% dos pastores "Sentem suas esposas excluídas ou pouco apreciadas pelos membros da igreja."
  • 80% dos pastores "Sentem suas esposas pressionadas a fazerem coisas ou serem algo na igreja que elas não são realmente.

A má notícia é que o seu pastor, como pastores em todo lugar está em risco de se tornar apenas uma outra estatística. Ele é esperado para fazer muito, ser muito, e dar tanto que muitas vezes não sobra nada para ele. Nós da Igreja não podemos dar ao luxo de perder pastores por manter nossas intrigas e discórdias. O que você pode fazer?

  • Ore pelo seu Pastor. O maior dom que você pode dar a seu pastor é ter o tempo para orar por ele. Temos de perceber que pastores e outros ministros são excelentes alvos para o diabo. Se ele faz um crente cair, é uma vitória para o seu reino. Mas se ele pode fazer um ministro cair, ele pode prejudicar a vida de muitos outros crentes. Nós temos uma responsabilidade diante de Deus de apresentar nossos dirigentes em oração e buscar a proteção de Deus sobre a sua vida.
  • Ser razoável em suas expectativas. Muitas pessoas esperam que seu pastor de seja tudo. Tenho ouvido histórias sobre as pessoas esperando seu pastor para buscar os seus filhos da escola, conversar com eles, quando, não posso dormir, fazer uma mudança, ser seu fiador,pedir para arrumar o carro, etc. Deus deu instruções específicas sobre o que um pastor deve ser! Então que ele seja, e que nós possamos proteger o chamado e a unção que Deus tem colocado sobre sua vida.
  • Ele compensar adequadamente. Há uma frase da antiga igreja orando algo como assim: "Senhor, mantenha o nosso pastor humilde, e nós vamos mantê-lo pobre." Essa atitude é muito comum. Os pastores e suas famílias têm as mesmas necessidades financeiras como qualquer outra pessoa na congregação. De fato, eles muitas vezes têm mais gastos, porque há pessoas necessiatadas que o visitam para serem ministradas. Quando Deus criou o dízimo, ele disse que era para ir para o levitas (os ministros) e não para pagar a hipoteca sobre a igreja, a factura eléctrica, ou com a viagem da igreja a um show. Naquele tempo, os levitas consistiam em cerca de 7% da população de Israel. Portanto de todos os dízimos os levitas recebiam um pouco mais do que o rendimento médio da congregação. Em outras palavras, o melhor salário da igreja seria a do levita. Esta é uma boa orientação para nós hoje. Um pastor deve receber pouco mais do que o rendimento médio da sua congregação. Isso permitirá que sua família para viver e ministro sem ter de se preocupar com dinheiro.
  • Respeito a sua vida privada e hora. Então, muitas vezes ser um pastor é viver um turno de 24 horas de trabalho. Concerteza há sempre emergências que surgem nas mais inoportunos momentos. Mas uma cachumba ou a gripe não é uma emergência. Seu pastor precisa de tempo para estudar, tempo para orar, tempo para descansar, e tempo para estar com sua família. Filhos de pastores tornaram-se uma piada na nossa sociedade hoje. Embora a igreja espera que seja perfeito, o mundo espera que eles sejam terríveis. Por quê? Porque, eles geralmente são. Por quê? Porque seu pai é tão ocupado cuidando de todos que ele não tem tempo para a sua própria família. Não esperem que ele desista de sua esposa e filhos, para cuidar de vocês! Esse é o seu trabalho, ajude-os!
  • Deixe seu Pastor e sua esposa saberem que você os aprecia. Todo mundo precisa de algum incentivo. Um dos motivadores dons mencionados em Romanos 12: 6-8 é exortação ou "encorajamento". Este dom falta no Corpo de Cristo hoje! E especialmente para os que auxiliam o pastor no ministério. Nós esperamos que eles nos encorajem mas esquecemos que eles precisam dela também! Uma palavra de incentivo, um cartão, uma oferta ou até mesmo um pequeno presente trabalhará maravilhas para seu pastor continuar no chamado que Deus lhe deu. Não deixe que o seu pastor se tornar mais um na estatística!! Seja uma bênção para ele, então ele pode continuar a ser uma bênção para você!

Se você estiver realmente pensando em ser um Pastor, por favor, seja fiel, piedoso, compreensivo, solidário e um amigo mais chegado que um irmão para seu pastor hoje, para cultivar boas coisas para seu amanhã! Faça tudo, faça o possível, mas não deixe seu pastor fazer parte das estatísticas!


Deus abençoe teu Pastor!


sábado, 16 de maio de 2009

Ser Pastor é...Vencer o Esgotamento Espiritual!

Elias e o esgotamento emocional (I Rs 19)


Após um dos eventos mais incríveis de toda a Bíblia, Elias, no auge de seu ministério, se acovarda com uma ameaça da rainha, foge, entra em depressão e pede a morte.
Elias viveu uma crise de esgotamento emocional
A caverna: isolamento, fuga da pressão.

7 princípios para vencer o esgotamento emocional:

1. Não ficar só. Não há super-heróis no Reino de Deus. V 3 Líderes precisam de amigos, de diversão, de companhia, de descanso.
2. Comer a comida dos céus: pão (Palavra) e água (Espírito)
3. Cuidado com o orgulho, achar que é o mais santo, o mais zeloso, que ninguém se importa como você V 10
4. Ouvir a voz de Deus, que se manifesta de formas diferentes. Você pode ser um fazedor de chuva, alguém acostumado a grandes manifestações da presença de Deus, mas sempre vai precisar da voz tranqüila em sua vida.
5. Não dar tempo no ministério. As pausas são perigosas, pergunte a Davi.
6. Fazer discípulos: temos que deixar um legado, transmitir o que recebemos, alcançar a próxima geração; nosso ministério não é um fim em si mesmo.
7. Completar nossa missão antes do arrebatamento (completar: Jesus em Jo 17:4, Paulo em II Tm 4:7)


Elias: saia da caverna! Deus tem mais trabalho pra você!

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Ser Pastor é...Reconhecer outros Pastores!!!

Em primeiro lugar, quero dizer obrigado. Obrigado pelo vosso empenho, o seu sacrifício, seu serviço, e sua contínua contribuição para a vida das pessoas e do Reino de Deus. Você tem cedido muito para ser um líder espiritual e demasiadas vezes você não tem recebido o incentivo e a valorização que merecia. Exatamente! Eu disse "merecida", porque não importa o quão humilde tentamos ser, sabemos em nossos corações que as pessoas ao menos deveriam dar: "Honra a quem tem honra."


Para além desta realidade, muitos; se não a maioria dos pastores, não apenas recebem a ingratidão como retribuição de seu esforço, mas também sofrem o ataque de várias pessoas. Para todos aqueles que tem sido emboscados em uma reunião de conselho, vitimado por uma fofoca, prejudicado por alguém "confiável", ou descartados por um amigo, quero dizer "obrigado!". Obrigado por não desistir, ficar no ministério e contínuar em Deus para pregar boas notícias mesmo quando você não se sente apto para isso.


Em segundo lugar, quero que saiba que se você está lutando secretamente com um problema, hábito, dependência ou de relacionamento que por qualquer motivo você não pode falar com ninguém, você tem um amigo! Se você está disposto a dar um passo entre em contato comigo, eu vou tratar a nossa conversa com a máxima confidencialidade e sensibilidade e acima de tudo em oração. Juntos, podemos ser capazes de lidar com ela, uma vez por todas e encontrar um novo lugar de paz, poder e liberdade. Você não tem que continuar lutando sozinho. Há homens que se importam em que te mantenhas de pé!


Em terceiro lugar, existem pessoas que sabem que você precisa de ajuda. Porquê? Porque também sou pastor e passo pelas mesmas dificuldades que você. Sei o que estar só, sei o que é não poder contar com ninguém a sua volta. Quando você conta algo logo vem aquelas frases tipo:" Mas você é pastor!", " Vai ler bíblia!" ,"Você tem que orar mais pastor"; "Tem que se converter!"; "Você tem a obrigação de estar bem!"; e coisas do gênero que só de ouvir irritam e nos derrubam mais ainda! As pessoas se esquecem que somos humanos, sensíveis, carentes; que precisamos desabafar também, um ombro amigo para chorar, sem que esta pessoa espalhe para todos o que se passa com nós! Alguns até se aroveitam da nossa "crise" para se promover, para puxar o tapete e tomar teu lugar! Infelízes são estes pois não sabem que passaram pelo mesmo caminho.


Penso que não ser entendido e compreendido é para nós, algo que afeta nosso relacionamento com a igreja. Somos irmãos de todos, mas nem todos são nossos irmãos.Somos amigos de todos, mas nem todos são nossos amigos. Estamos sempre motivando quem está abatido, mas na nossa vez, a única motivação que encontramos é para desistir... Estamos sempre orando pelos outros, mas nem sempre as pessoas oram por nós... Estamos sempre lidando com o pecado da igreja, sempre dizendo para o pecador: " Jesus perdoa teus pecados!", " Você vai vencer este pecado!" ; palavras de ajuda, de consolo de amor... Mas quando o pastor da igreja peca, ele tem que ser expulso, humilhado, abandonado... Temos que entender todo mundo; compreender todas as dificuldades e situações, mas quando somos nós, não há misericórdia, não há amor, e a justiça humana toma a frente estimulada pela razão.


Em quarto lugar, temos que nos defender! Sempre existe um pastor por ai tão correto, tão cheio de razão, tão perfeito que chega a dar nojo! Pregam direcionados para pastores para encherem o ego dos bodes; falam como se eles não errassem, como se estivessem imunes ao pecado. É comum se ourvir da boca de tais pastores uma frase que será a própria sentença deles: "Você não é pastor coisa nenhuma!", "Você deveria ter vergonha de pregar", "Você deveria desistir, esse negócio de pastor não é para você". Sabe o digo sobre isso? "Aquele que está de pé, cuide para que não caia". Crise ministerial é como menopausa para a mulher: Pode cedo para alguns e demore um pouco para outros, mas ela vem! Nem Moisés, nem Elias, nem Davi escaparam disso! Pastores devem entender Pastores!! Vamos pregar palavras de ajuda, de apoio, de incentivo aos nossos amigos de ministério! Vamos nos ajudar!! Estamos no mesmo barco e dele a gente só sai quando Jesus voltar, então vamos dar as mãos; pois eu preciso de você e você de outro pastor. Somos uma equipe, funcionários da mesmo país! Estou aqui para te ajudar, mas vou contar contigo também! Vamos ser mais que simples conhecidos , vamos ser amigos, vamos ser irmãos!!!



Obrigado, Obrigado homem de Deus que leu esta mensagem, saiba que Deus é contigo! 

Obrigado por existir, por não desistir e sempre se entregar...Obrigado por se manter, ainda que com vontade de parar. 

Te amo em Cristo Jesus!! Um grande abraço de alguém que te entende!!



sexta-feira, 1 de maio de 2009

Ser Pastor é...Ser como Zapata






Recebi este vídeo no orkut em um momento daqueles que você começa a se esconder atráz das circustâncias... Foi como um tapa na cara! Me senti pequeno, insignificante diante
de tudo que este grande homem de Deus nos ensina; e logo após me senti forte, sem forças para desistir, pronto para continuar!

Pastor Zapatta, obrigado por me ensinar que os sou tão insignificante como quanto os problemas que me faziam esmorecer!

Obrigado amigo!